Acupuntura

acupuntura.jpg

A acupuntura tem mais de dois milênios e é um dos tratamentos médicos mais antigos ainda utilizado. São práticas tradicionais terapêuticas com origem oriental, que estimulam pontos na pele. Esses pontos são popularmente chamados de “Pontos de Acupuntura”.

Existem várias abordagens para acupuntura, desde diagnóstico, prevenção e tratamento. A técnica consiste em penetrar a pele com agulhas bem finas. Pode ser feito de maneira manual ou através de estímulos elétricos.

A tradição chinesa acredita que a acupuntura equilibra as energias do corpo de acordo com o yin yang. Já a medicina oriental moderna sugere que substâncias químicas são liberadas, trazendo benefícios para todo o funcionamento do corpo. Essas substância geram o equilíbrio, principalmente de problemas resultantes de tensões emocionais como, por exemplo, o estresse.

COMO FUNCIONA?

A medicina oriental acredita que o corpo é afetado por diversas energias densas que afetam o organismo.

A acupuntura equilibra as energias, fazendo com que esses fatores não sejam prejudiciais para o corpo. A medicina moderna compartilha desse pensamento.

PRA QUE SERVE?

A acupuntura induz a regeneração e assim consegue recuperar todo o organismo. As funções do corpo ficam normalizadas, além de estimular o sistema imunológico e aumentar a resistência à dor. Ela é muito indicada para:

  • Casos de fibromialgia, ajudando a diminuir a dor;

  • Dores, principalmente nas costas;

  • Pacientes que fazem quimioterapias ou cirurgias, diminuindo enjoos e vômito;

  • Diminuição da tensão emocional.

 

Pesquisas já confirmaram que a técnica pode desativar áreas responsáveis no cérebro e triplicar o efeito de analgésicos e anti-inflamatórios naturais.

Pesquisas realizadas na Universidade de Rochester, nos EUA, constatou que pontos da pele próximo às agulhas continham 24 vezes mais adenosina. O cérebro identifica esses pontos e produz mais endorfina naturalmente.

Ela pode também ser indicada para:

  • Cólicas menstruais e sintomas da menopausa;

  • Distúrbios de sono, como insônia;

  • Distúrbios emocionais, como depressão, ansiedade e estresse;

  • Doenças respiratórias, como sinusite, bronquite, rinite, asma e outros;

  • Doenças neurológicas, como dores de cabeça e enxaqueca;

  • Problemas na boca, como extração de dente, gengivite e dor;

  • Problemas gastro-intestinais, como úlcera;

  • E problemas de pressão.

 

PARA QUEM É INDICADO?

A técnica pode ser feita em qualquer pessoa, esteja ela doente ou não e inclusive em crianças. No caso dos pequenos, pode-se utilizar laser, caso tenham medo de agulhas. Para grávidas, além de permitido, é benéfico, pois reduz as variações hormonais comuns na gestação, alivia dores e desconforto causados pelo peso da barriga. Aplica-se também em animais de todos os portes.